Olhos nos olhos

agosto 4, 2008

originalmente publicado em Rascunho, em 13/03/2005

Após ler a notícia na íntegra, entrou em transe. O resto do jornal caiu largado na calçada enquanto ele seguiu até o carro. Olhar fixo na manchete, a cabeça ia longe. Só pensava em todos aqueles discos, shows, autógrafos, fotos, entrevistas gravadas no vídeo cassete para ela ver mais tarde, sem falar na novíssima coleção de DVD’s que ele mesmo comprou de presente.

Ora, antes era algo intangível, longínquo. Achava engraçadinho e até contava com galhardia para os amigos. Mas agora estava ali, na cara dele. Havia um caso concreto, público e notório, estampado em capas de revistas.

Nenhum livro de auto-ajuda seria capaz de livrá-lo daquele incômodo. Aquilo o atacava no âmago de seu ser, quebrava as canelas de sua ética, que julgava inabalável, infalível. Não foi trabalhar.

Ao cair da noite, quando ela chegou em casa, assustou-se ao vê-lo no sofá. Mal sabia que atravessara o dia naquela única posição lacônica. Sentado, o corpo curvado sustentando a cabeça baixa e as mãos soltas segurando entre as pernas poucas páginas entreabertas de jornal.

Com o rosto de quem carrega o mundo nas costas, seu olhar faiscou e ele se expôs. Entre lágrimas escorridas, a voz saiu-lhe da boca rompendo o silêncio:

– Você também me trairia com o Chico Buarque?

Premiação FBCB FBCB - Clica Braslia - palco

No 40ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, a Câmara Legislativa Do Distrito Federal concedeu ao curta Olhos nos Olhos com o prêmio de Melhor Filme Em 16mm entre as produções do Distrito Federal, no valor R$ 5.000,00, e ainda o Prêmio Quanta, correspondente a R$ 4.000,00 em equipamentos de iluminação e maquinaria.

A galera ficou toda muito feliz com o Candango (olha o bigode da rapaziada) e aguarda o resultado da inscrição em outros festivais.

FBCB - Galera FBCB - Clica Braslia - hall

Matéria no DFTV

novembro 29, 2007

Johil no DFTV

Um dos diretores do curta Olhos nos Olhos, Johil deu uma entrevista parao DFTV na sexta-feira 23/11/2007. Ao lado de Nara Riella, diretora do curta Uma, concorrente na categoria 35mm, falou sobre a sensação de estrear no Festival de Brasília de Cinema Brasileiro e ver seu difícil e apaixonado trabalho no escuro do cinema.

Para ver a matéria no site da Globo.com, clique aqui.

Como parte do 40° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, no dia 25 de novembro, próximo domingo, às 15h, na Sala Martins Pena do Teatro Nacional Cláudio Santoro, haverá a mostra competitiva dos curtas de 16mm.

Entre os filmes será apresentado “Olhos nos olhos“, curta de 5 min, produzido pela Muviola Filmes e dirigido por Johil Carvalho e Sergio Lacerda. Ambos adaptaram o roteiro a partir de um conto meu.

No elenco estão Fernando Bressan, Carolina Senna, Doriel Silva, Cristiano Portilho, Johil Carvalho e Filipe Gontijo.

A equipe teve Érico Caarré na direção de fotografia, Nadine Souza na direção de arte, Filipe Gontijo no som direto, Luiz Felipe Matos na montagem, Rafael Lobo na continuidade, Luciana Vasques na produção, Quizzik na música original, Guilherme Nunes no storyboard, Clarissa Cardoso no figurino, Carolina Monte Rosa na Maquiagem, Vitor Feitosa como assistente de direção, Eduardo Feitosa como assistente de câmera, Natasha Hennig como assistente de proução e still, Carolina Bezerra como assistente de continuidade, Santiago Dellape como assistente de Som, Nayara Güércio como assistente de platô e Didi Coelho no still.

Apoio da TAO Filmes, LUMIÔ Filmes, CAZA Filmes, MOVIECENTER, Banca Gaúcha (102 Norte), RAYUELA livraria e bistrô e REAL SOCIETY.

Abaixo, a estilosa capa do vinil feito para embalar material entregue à produção do Festival.

Olhos nos Olhos - Vinil

Bom, é isso.